Sucesso absoluto nos cinemas, Extraordinário chegou no Looke pra você ver em casa com toda a família. Sim, é pra ver em família, deixa várias mensagens e cativa todo mundo – só precisa estar preparado, porque é emoção na certa.

Duas são mais marcantes. A primeira está no título: todos nós somos extraordinários, no sentido de não ser ordinário, de ser único e especial. Saber disso já é sair na frente – ferramenta fundamental para ir à luta. A outra diz respeito à aceitação dessa condição, seja ela qual for. E aceitar-se gera felicidade, que não tem nada a ver com ter um rosto bonito, ser popular ou bem sucedido. Tem a ver com ser feliz com o que somos.

Baseado no livro homônimo de R.J. Palacio, conta a história de Auggie Pullman, um menino que sofre de uma síndrome genética, nasceu com defeitos faciais graves e tem o rosto marcado pelas inúmeras cirurgias. Com medo de que não seja aceito pelas outras crianças, tem aulas com sua mãe em casa durante anos, até que chega a hora de encarar a escola de verdade. O filme é sobre Auggie enfrentando as pessoas, mostrando seu potencial e superando desafios.

Tudo isso tem pinceladas de humor com Julia Roberts (também em Onze Homens e Um Segredo) e Owen Wilson (também em Marley & Eu), mãe e pai respectivamente, e conta com o talento do ator Jacob Tremblay, também em O Quarto de Jack. Não tem como não se emocionar. É bonito, sensível, tem afeto e graça. E o ponto de vista de vários personagens – o que também é uma sacada, já que uma história nunca tem uma verdade só. Embora Auggie seja, de verdade, uma unanimidade.

 

Escrito por