Até parece que a atriz australiana Danielle Macdonald entende mesmo do assunto. Aliás, tudo leva a crer que ela é, de fato, rapper. Na pele da personagem Patrícia, faz o papel da jovem que cuida da avó doente e da mãe alcoólatra e cantora decadente, que tem um emprego sem graça e ordinário, e sonha em fazer hip hop profissional.

Na Los Angeles marginal, Patti tenta seu lugar ao sol com o amigo de origem indiana que trabalha numa farmácia, vai construindo as rimas por onde passa, louca para ter uma oportunidade. Da característica espontânea que tem o gênero musical, o conteúdo das falas é bem bacana, com toda a questão social embutida, e faz acreditar que Patti Cake$ é mesmo Danielle.

Pra quem gosta de música e pra quem não tem lá muita familiaridade com o gênero. Apesar de alguns clichês que carregam no drama (desnecessário), Patti Cake$ é daqueles filmes gratas surpresas.

 

Escrito por