Amigos que se encontram pra jogar – mas não é jogo de azar, aposta em dinheiro. É jogo de tabuleiro, mímica, de estratégia. Até que brincadeira se confunde com realidade e a coisa fica mais emocionante. Bom ritmo e boa química. A Noite do Jogo, de John Francis Daley, é uma aventura divertida pra ver em família!

O mais legal do filme são os paralelos do que vai acontecendo com os jogos e suas estratégias. Eles jogam PacMan, War, mímica – e tudo isso se transforma em estratégias pra sairem da encrenca em que se meteram. O casal protagonista já tem química de cara,  o que garante que o filme tenha uma graça extra. Jason Bateman e Rachel McAdams são Max e Annie – casados sem filhos, competitivos ao extremo, amam se reunir com os amigos pra jogar. Até que o irmão de Max chega e o jogo vira realidade – ou, pelo menos, é o que parece.

Com seus exageros próprio das comédias, A Noite do Jogo tem boas sacadas e diverte – que é o grande objetivo. Além de, é claro, fazer mil referências aos jogos de tabuleiro tão familiares pra quem já varou madrugada jogando War.

 

Escrito por