Nesta quinta-feira, 4 de outubro, Christoph Waltz completa 62 anos. O ator austríaco tem uma longa carreira de sucesso, mas seu grande destaque internacional se deu principalmente por seus trabalhos ao lado de Quentin Tarantino, nos filmes “Bastardos Inglórios” (2009) e “Django Livre” (2012). Por ambos ele venceu a categoria de melhor ator coadjuvante nas três premiações mais famosas do cinema: Oscar, Globo de Ouro e BAFTA, totalizando seis estatuetas de grande prestígio.

Seu trabalho mais famoso é em Bastardos, como o Coronel Hans Landa da SS, “O Caçador de Judeus”, papel pelo qual foi aclamado pela crítica. O personagem criado por Tarantino é tão complexo e com tantas camadas de personalidade e nuances de expressões que o diretor temia, em suas próprias palavras, “ter escrito um papel impossível de interpretar”. Um personagem tão astuto quanto cínico. Cômico, porém implacável. E, além de tudo, poliglota (com falas em inglês, alemão, francês e italiano). Missão quase impossível que só foi resolvida quando Waltz apareceu no teste para elenco.

Já em Django, ele é o caçador de recompensas alemão Dr. King Schultz, que ajuda um ex-escravo a encontrar sua esposa em uma fazenda escravocrata norte-americana. Além de mais uma atuação incrível de Waltz, o interessante é ter em mente que Tarantino,  fascinado pelo trabalho anterior do ator, escreveu esse personagem especificamente para ele. Isso fica evidente ao longo do filme, enriquecendo ainda mais a trama.

Inspirado por duas produções tão incríveis e pela genialidade de Christoph Waltz, deixo aqui meus parabéns ao ator, que acertou em cheio ao dar vida ao Coronel Hans Landa em Bastardos. Citando o próprio, digo em sua homenagem: “Oooh, isso é um Bingo!”

Clique na capa de Bastardos e assista! Outros filmes de Waltz disponíveis no Looke:

Grandes Olhos

O Teorema Zero

Pequena Grande Vida

A Lenda de Tarzan

Quero Matar Meu Chefe 2

Escrito por