Distúrbio” é um ótimo filme de suspense (com um toque de terror) que ficou famoso por ter sido gravado inteiramente com smartphone, mais especificamente um iPhone 7 plus, em imagem 4K. O audacioso projeto foi bancado pelo renomado diretor Steven Soderbergh, que assinou grandes produções com a trilogia de “Onze Homens e Um Segredo”, “Magic Mike”, “Erin Brockovich: Uma Mulher de Talento” e muito mais.

Na trama, Sawyer Valentini (Claire Foy) é uma mulher que tenta fugir de seu assediador e acaba injustamente internada num hospital psiquiátrico. Baseado na paranoia e no terror psicológico, o longa nos leva a ficar em dúvida sobre a sanidade da protagonista e fazer perguntas como “quem é o verdadeiro louco aqui?” e “o que eu faria no lugar dela?”. O processo de imersão do espectador na pele de Sawyer é muito bem realizado e grande parte do filme é de cenas agoniantes, que te fazem sentir tão injustiçado e furioso quanto a personagem. A tensão é grande, e quase palpável.

Imersão é realmente a palavra-chave para “Distúrbio”. A trilha sonora incômoda e os enquadramentos que geram desconforto também são fundamentais para atingi-la. Soderbergh constrói uma narrativa de qualidade que deixa o espectador extremamente envolvido, a ponto de deixar passar alguns furos de roteiro (pequenos, porém existentes).

Apesar de uma perceptível queda de qualidade pelo usa da câmera do smartphone, Soderbergh foi só elogios ao aparelho e aos processos de fotografia e filmagem com o mesmo – o filme foi inteiramente gravado em apenas 10 dias! A imagem, que tem perdas de cor e definição, principalmente em ambientes mais escuros, faz parte da estética da narrativa e ajuda na imersão do espectador naquele universo sombrio do hospital psiquiátrico e na mente desconexa da protagonista.

A performance de Claire Foy, como sempre, é intensa e muito convincente. A atriz, que já venceu um Emmy e um Globo de Ouro, foi homenageada por sua brilhante carreira na premiação do Critic’s Chice Awards, no último fim de semana. Não tão conhecido quanto outros de seus trabalhos mais famosos, seu papel como Sawyer Valentini merece mais atenção.

Clique aqui e assista a “Distúrbio”!

Escrito por