• Um Sonho Possível – Baseado numa história real. Michael Oher (Quinton Aaron) é negro, pobre, grandalhão e calado. Ele foi abandonado pela mãe e agora vive com uma família provisória na parte barra-pesada de Memphis, no Estado do Mississippi. Seu destino melhora quando tem a oportunidade de estudar num colégio cristão de classe média alta e ser acolhido pela dondoca Leigh Anne Tuohy (Sandra Bullock) em sua própria casa. Agora sob um teto nobre, Michael poderá projetar um futuro melhor. (Sandra Bullock venceu o Oscar de Melhor Atriz por seu papel)

 

  • Mamma Mia! Lá Vamos Nós de Novo – Nos anos 70 a jovem Donna viveu muitas aventuras com seu grupo musical “Donna and The Dynamo”, parceria com as amigas e Rosie. Porém, mais do que isso, ela se apaixonou e viveu relacionamentos intensos com três homens bem diferentes: Harry, Sam, e Bill. Com Meryl Streep, Amanda Seyfried, Lily James, Cher, Colin Firth, Pierce Brosnan e grande elenco. Assista também a Mamma Mia! – O Filme.

 

  • Minha Mãe é uma Peça 3 – Dona Hermínia (Paulo Gustavo) vai ter que se redescobrir e se reinventar porque seus filhos estão formando novas famílias. Essa supermãe vai ter que segurar a emoção para lidar com um novo cenário de vida: Marcelina está grávida e Juliano vai casar. Assista também a Minha Mãe é uma Peça 2 – O Filme.

 

  • Minhas Mães e Meu Pai – Dois irmãos adolescentes, Joni (Mia Wasikowska) e Laser (Josh Hutcherson), são filhos do casal lésbico Jules (Julianne Moore) e Nic (Annette Bening), concebidos através da inseminação artificial de um doador anônimo. Contudo, ao completar a maioridade, Joni encoraja o irmão a embarcar numa aventura para encontrar o pai biológico sem que as mães saibam. Quando Paul (Mark Ruffalo) aparece, tudo muda, já que logo ela passa a fazer parte do cotidiano da família.

 

  • Fala Sério, Mãe! – Ângela Cristina (Ingrid Guimarães), mãe da adolescente Maria de Lourdes (Larissa Manoela), está passando pelo desafio de guiar sua filha durante uma das fases mais complicadas da vida, o que lhe causa medos e frustrações. Mas, Malu, como prefere ser chamada, também tem suas insatisfações.

 

 

Escrito por